RSS

Inglês não é Supernal: Poder Divino 4ª edição [Invocadores]

26 jun

Olá povo nérdico!

Depois de sumir por um tempinho devido a provas e mais provas da faculdade, eu estou de volta! Trago a vocês a continuação da série de posts sobre os personagens divinos, reiniciando com os Invocadores.

Não me procure por perdão. Não implore por minha misericórdia. Eu sou a verdade insuportável e o cômputo dos erros, e eu estou aqui para chama-lo para acertar as contas.

Buenas, o livro traz uma nova característica de classe, um novo poder de Canalizar Divindade, uma nova estrutura básica de personagem, novos poderes e novas trilhas exemplares. Uma das características de classe do Invocador é o Contrato Divino. Essa característica concedia um poder de Canalizar Divindade e bônus em alguns poderes de Invocador, conforme declarado nas opções de contrato. Além das opções de contrato encontradas no Livro do Jogador 2, o jogador ganha mais uma opção, o Contrato da Maldição.

O que é esse Contrato da Maldição? Os deuses garantem ao invocador poderes destrutivos usados na guerra contra os primordiais. Com esse contrato, o invocador recebe o poder de canalizar divindade chamado Condenação do Amaldiçoador.  Também traz uma característica, a “Manifestação do Contrato” que faz com que o invocador seja capaz de empurrar 1 quadrado um inimigo atingido pelo ataque ao utilizar um poder por encontro ou diário.

NOVAS TRILHAS EXEMPLARES

Como sempre, trago a vocês dois exemplos de trilhas que existem no livro.

Adepto dos Sussurros 

“O sábio sabe que um não pode falar e escutar ao mesmo tempo” (“o sábio sabe” ficou esquisito, mas não lembro nenhuma palavra pra substituir no momento, sugestões nos comentários). Buenas, o pré-requisito é ser um invocador e nada mais. Já deu pra notar que essa é uma trilha daqueles que buscam a sabedoria ouvindo em vez de falando. Quando fala,escolhe suas palavras com grande cuidado pois acredita que as palavras mortais também tem o poder de destruir ou criar. Esse invocador poderá ter feito um voto de silêncio, o que pode ser interessante na interpretação do personagem, que terá de lançar mão de expressões e gestos para interagir. Abaixo estão as características da trilha:

Ação do Adepto (nível 11) – ao gastar um ponto de ação, o invocador ganha um bônus de +2 nas jogadas de ataque de poderes divinos e você pode aumentar o tamanho de suas explosões ou rajadas em +1. Esses benefícios duram até o início do próximo turno do invocador.

Presença Silenciosa (nível 11) – o invocador ganha um bônus de +2 em testes de furtividade, percepção e intimidação, e criaturas não podem percebê-lo com visão às cegas ou sentido sísmico. O invocador ganha uma penalidade de -2 em testes de Blefe e Diplomacia.

Voz Elevada (nível 16) – Quando o invocador usar um poder divino de ataque, ele pode escolhe elevar sua voz antes de fazer uma jogada de ataque. Por esse ataque, o invocador poderá obter um sucesso decisivo com um resultado de 19-20 na jogada de ataque, e inimigos ganham uma penalidade de -2 em testes de resistência contra os efeitos do ataque. Contudo, o invocador ficará atordoado até o fim de seu próximo turno.

Filósofo Divino

“Conhecimento é minha arma, pois corta mais verdadeiro do que qualquer espada.” O pré-requisito é ser um invocador. É uma trilha exemplar de erudição. Esses invocadores acreditam que os deuses são as fontes definitivas de sabedoria. Através da devoção a eles e do cuidadoso estudo de suas palavras, eles buscam entender e moldar a própria realidade. Geralmente surgem de monastérios remotos, alguns raros são auto-didatas. Qualquer que sejam suas origens, o objetivo desses invocadores é buscar conhecimento. Abaixo estão as características da trilha:

Percepção dos Antigos (nível 11) – Quando o invocador gastar um ponto de ação para realizar um ataque, ele pode refazer sua jogada de ataque. O invocador deve usar o segundo resultado.

Estudioso dos Deuses (nível 11) – O invocador ganha um poder de ataque divino sem limite de qualquer outra classe que não a sua para usar como um poder por encontro.

Conhecimento é poder (nível 16) – Quando for bem sucedido em um teste de conhecimento de monstro com CD 20 ( CD 25 para um monstro do nível exemplar, CD 30 para um monstro nível épico), o invocador ganha +1 de bônus nas jogadas de ataque e um bônus de +2 nas jogadas de dano contra aquela criatura até o fim do encontro. Se o resultado do teste for 25 (30 para monstros do nível exemplar, 35 para monstros do nível épico), o invocador ganha bônus de +2 nas jogadas de ataque e +4 nas jogadas de dano, em vez dos bônus anteriores. O invocador pode usar essa característica de classe uma vez por dia.

Por enquanto é isso pessoal! Até a próxima…Beijocas.

Anúncios
 

Uma resposta para “Inglês não é Supernal: Poder Divino 4ª edição [Invocadores]

  1. Rodrigo Flores

    junho 30, 2012 at 8:00 pm

    Como sempre, muito bom!

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s