RSS

Inglês não é Supernal: Poder Divino 4ª edição [Vingadores]

08 mar

Olá galera!

Inspirada pelo excelente post do amigo Cristian Mendes sobre clérigos, resolvi ter como tema da minha primeira série de posts os personagens divinos. O nosso (meu!) ilustríssimo idealizador do Roladores, o Rodrigo Flores, pediu que eu trouxesse um pouco sobre os suplementos da 4ª edição do D&D não traduzidos para o português, e é isso o que vou tentar fazer aqui,  começando pelo livro Poder Divino.

Eu disse primeira “série de posts” no começo não é mesmo? Como esse post ficaria imenso se eu colocasse todas as classes juntas, vou fazer como o Jack Estripador e ir por partes (piadinha infame). Aqui então vocês encontrarão parte da introdução traduzida e algumas coisas novas sobre os Vingadores, que é a primeira classe que encontramos pela ordem do livro.

O que o livro Poder Divino traz de novo? Dentre as coisas boas, ele traz novas características de classe, poderes, trilhas exemplares, novos talentos, dez destinos épicos com temas divinos, novos rituais e informações sobre deidades. O resto é resto.

INTRODUÇÃO

Protetor leal, salva-vidas ou adversário formidável e representante mundano dos deuses – todos esses papéis são desempenhados pelos personagens divinos. Suas conexões especiais com as divindades e outras forças do cosmos dão a eles um conjunto de poderes e habilidades, assim como responsabilidades, que os tornam indispensáveis na luta contínua para avançar nas causas de honradez e justiça. Aqueles que alcançam os níveis mais altos de realizações literalmente ascendem, tornando-se entidades não muito diferentes das deidades que eles adoram e imitam.

Poder Divino é um livro que traz as escolhas possíveis para aqueles que seguem os ditames de uma divindade. Em suas páginas estão novas formas de construir um personagem divino, assim como novas opções para cumprir o seu papel como um vingador, um clérigo, um invocador ou um paladino.

UFA! Acredito que com essa introdução dá pra ter uma idéia bem geral da proposta do livro Poder Divino. Agora vamos a próxima parte! A partir daqui vou, resumidamente, citar algumas novas características de classe e trilhas. Assim poderemos ter uma ideia das vantagens que o livro traz para cada classe. Começaremos com o V de Vingador!

VINGADOR

Você é um agente da justiça divina. É o seu dever proteger os inocentes, ficar atento às sombras, censurar os adversários de sua divindade com seu poder sagrado e colocá-los abaixo com sua arma não importa onde eles se escondam.

Uma das caraterísticas dessa classe chama-se “Censura do Vingador”, que já existia no Livro do Jogador 2, mas que contava com apenas duas opções: Censura da Perseguição  e Censura da Retribuição. Com esse livro, os jogadores ganham mais uma opção, chamada Censura da Unidade.

Censura da Unidade: Você ganha +1 de bônus em jogadas de dano para cada aliado adjacente ao alvo contra um alvo jurado de inimizade.

O livro também traz uma nova estrutura básica de personagem. Além do Vingador Acuador e do Vingador Perseguidor, os jogadores podem agora escolher o Vingador Autoritário. Essa estrutura básica é baseada na Censura da Unidade, ou seja, todos os poderes têm seu efeito aumentado pela presença de aliados – quanto mais aliados o vingador tiver, mais forte ele se torna.

NOVAS TRILHAS EXEMPLARES

Este livro traz oito novas trilhas exemplares para o vingador. Dentre essas oito, selecionei duas para explicar melhor porque do contrário esse seria o maior post do mundo todo e, quiçá, do universo (sempre quis usar quiçá numa frase!).

Campeão Ardente

Pré-requisitos: Vingador, Censura da Perseguição, Jura de Inimizade.

Bom, na minha humilde opinião, os vingadores são como fanáticos religiosos e isso é uma coisa facilmente verificável pelas habilidades e poderes dos vingadores – censura e “derrotar os inimigos de seu Deus” são coisas lidas com frequência nessa classe. No entanto, o Campeão Ardente consegue ser um tipo de vingador mais “hardcore”. Ele está num nível mais avançado de obsessão pela fé, afinal de contas seu espírito foi tocado pela divindade que ele tanto adora. E isso não é pouca coisa gente.

Entre as características dessa trilha estão:

Ardor Sagrado (11º nível) – permite ao vingador rolar dois dados de ataque, se o número for igual em ambos, o vingador obtém um sucesso decisivo (exceto quando ambos os dados tiverem valor igual a 1).

Ação Ardente (11º nível) – ao gastar um ponto de ação, o vingador pode também fazer um teste de resistência ou deslocar-se um número de quadrados igual ao seu modificador de destreza.

Fúria ardente (16º nível) – uma vez por turno, quando tiver um sucesso decisivo contra um inimigo jurado de inimizade, o vingador pode deslocar-se um quadrado e realizar um ataque básico contra esse alvo como uma ação livre.

Alma Favorecida

Pré-requisito: Vingador.

Essa trilha é interessante. O vingador que seguir a trilha da Alma Favorecida ganha, de quebra, um parzinho de asas como as de anjos. Segundo o livro, o jogador pode escolher a cor das pluminhas das asas.  Esse vingador carrega uma centelha de sua divindade dentro de si que, ao acordar, confere um brilho astral ao seu corpo até que ele se transforma em algo maior do que uma vez foi. Uma vez que escolhe esse caminho, o vingador sempre carregará consigo as bênçãos de seu deus. Além das asas, outras mudanças ocorrem com este vingador conforme ele avança nessa trilha. O corpo se torna luminoso, os ossos se tornam ocos e fortes a fim de facilitar o voo. Um vingador que completa essa trilha tem suas pernas transformadas em névoa ao voar. Ele se torna um hospedeiro celestial, que tem parentesco com anjos, e um servo especial de seu deus.

Ação favorecida (11º nível) – ao gastar um ponto de ação, o vingador ou um aliado adjacente a ele pode também gastar um pulso de cura.

Escudo Celestial (11º nível) – enquanto o vingador tiver o máximo de pontos de vida, ele ganha um bônus de +1 em todas as defesas.

Dádiva Celeste (16º nível) – um par de asas emplumadas se desenvolve nas costas do vingador e ele ganha velocidade de voo igual a 6. O vingador pode usar essa velocidade apenas se não estiver usando armadura ou armadura leve.

Por enquanto ficamos por aqui, espero que tenham gostado. Aguardem, o próximo post será sobre Clérigos! Beijos 🙂

 

Anúncios
 

3 Respostas para “Inglês não é Supernal: Poder Divino 4ª edição [Vingadores]

  1. Nuane

    março 8, 2012 at 1:11 pm

    Adorei o jeito que tu escreve, muito divertido!! ^^

     
    • Jéssica Santini

      março 8, 2012 at 3:32 pm

      Obrigada! =)

       
  2. will muniz

    junho 26, 2012 at 5:10 am

    olá galera…não jogo esse jogo mais adoreis os personagens, pois gosto muito de desenhar e tem um em especial que gostaria que alguém me ajudasse a saber mais sobre ele ..gostaria de saber se ele tem um nome e se sua espada também possui um..bom.. pelo menos me disseram que ele pertencia a esse mundo de D&D..
    segue a baixo o link onde vcs podem encontrá lo..
    http://suserania.wordpress.com/2008/08/14/imagem-do-dia-14082008/
    valeu e por favor.. não esqueçam de me responder.. pois ele é importante para um personagem que eu to criando.. desde já agradeço…

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s